sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Joao, eu li o paper do René Schultz no NBER que voce falou pra eu ler

Ok, se firmas são credit-constrained e portanto liquidez tem um valor social, sei la surge um projeto e o cara precisa ter claims líquidos para aproveitar, então o sistema bancário tem que gerar esses ativos das firmas via passivo seu, emitindo um CDB, por exemplo. Então não vale MM, é preciso ter debt na estrutura dos bancos, eh preciso essa alavancagem sim, claro. Acho tudo isso mais do que ok e concordo que Adamati et alli exageram o ponto no Bankers' New Clothes. Alem disso, esse modelinho explica porque firmas do setor real emitem muito mais equity que os bancos mesmo sem MH, tax distortions e incentivos ruins na estrutura de bônus dos traders...

Mas, mas, mas..... isso não invalida que tem MH, que tem incentivos cagados, que tem tax distortions...ou seja que tem mais debt do que deveria.

Abraços

11 comentários:

  1. Gosto de Modelinhos Simples, isso parece ter muito histórinha.

    ResponderExcluir
  2. Eu era mais feliz quando entendia esse blog.
    Abs

    Mestrando X

    ResponderExcluir
  3. wtf is MM? The candy?

    Banks are holding candies now?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PUTA QUE PARIU:

      MM : Modigliani-Miller

      MH : Moral Hazard

      Excluir
    2. HUAHSUHAUSHUAHSUAHSUAHSUHAHUS candy


      Aluno X

      Excluir
  4. Esse post é de uma clareza fenomenal. Aí o Dudu me pergunta porque ele, que entende tanto de economia e escreve com tanta simplicidade, não tem o mesmo prestígio e espaço do que o Joelmir Beting (RIP).

    ResponderExcluir
  5. Ele tem razão de perguntar. Esse post está prontinho para ser um editorial de capa do Jornal Meia Hora.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Toledo!
    E bom ter esse incentivo dos amigos

    ResponderExcluir
  7. Concordo. Mas ninguém nega - ou, pelo menos, não deveria negar - a existência de MH. A questão é o peso relativo das duas coisas. Eu acho que a invalidade de MM para explicar a posição dos bancos é muito mais relevante que MH, que existe e deve ser corrigido na medida do possível. Portanto, parece-me uma hipótese absolutamente heróica assumir que dá para ter um sistema financeiro - socialmente eficiente - financiado preponderamente por capital (equity), sem que isso tenha custos elevados para a sociedade.
    Abs,
    J

    ResponderExcluir